top of page

One Page I - Lara Iglesias


Lara Iglesias - Sal
One Page I

O Bilhete no Buquê


“Eu sei que você não deve estar entendendo nada, o motivo do buquê de rosas colombianas ou a gargantilha na caixinha, ou as trufas em forma de joia que eu achei tão delicadas que praticamente se escolheram para compor o seu presente. Um presente para uma fada, com a qual eu tive a sorte de me casar...


Eu acho que sou apaixonada por você desde os meus seis anos de idade. Essa é a lembrança mais antiga que eu tenho, nós estudávamos na mesma sala, estávamos na primeira série e eu lembro que alguém pegou o livro que você estava lendo das suas mãos. Claro que a herdeira mais legítima de Nora Iglesias não derrubou nenhuma lágrima, mas eu me irritei por você e quis muito ir até lá, pegar seu livro de volta, mas não fui capaz. A vontade ficou apenas por dentro e acho que isso, de alguma maneira, me moldou pelos próximos anos a tudo que envolvia você. Eu tinha vontade, mas ficava por dentro, queria chamar você para sair, para ir ao cinema, comer algo, mas ficava apenas por dentro. Para todas as outras pessoas, eu conseguia ficar fora da minha pele, conseguia ser extrovertida, alcançar as pessoas, mas você...


Eu não conseguia. Eu guardava você dentro de mim a sete chaves.


E obviamente, as coisas pioraram quando eu percebi que alguém tinha te alcançado, mas não qualquer pessoa, e sim, Arantxa Iglesias, minha irmã mais velha, que era tudo o que eu queria ser, principalmente, no que se tratava de você. Eu não queria sofrer, mas a verdade é que sofria, cada vez que via vocês duas juntas, que via como estavam bem, como combinavam, eu sofria, novamente, apenas por dentro, por fora, eu não deixava ver nada e seguia por perto, junto de você, fazendo nossas coisas, nossa noite de pizza (que fazíamos nós mesmas), nosso cinema em casa no meio da tarde, as festas do pijama que sempre foram apenas nós duas, e a gente falava sobre tudo, menos, sobre nós duas. Tudo sempre dentro, sempre guardado, sempre em segredo. No final das contas, acho que você e Arantxa não deram certo porque minha mente não deixou, eu trabalhei profundamente nisso, para que não desse certo, não fosse perfeito, que eu ainda tivesse alguma chance para qualquer coisa, qualquer dia que fosse.


Meu mundo fez sentido quando a gente se beijou. E se você fizesse ideia, meu amor, do tempo que eu levei para acumular coragem suficiente para pedir aquele beijo... Mas eu pedi, você cedeu, finalmente estávamos fora de mim, fora do meu peito, da minha pele, estávamos uma na outra e aquela sensação... Ela ficou em mim e, nunca mais partiu. Daí para frente, tudo poderia ter sido simples, mas somos Lara e Sofia, nada é simples para a gente! Tivemos percalços, vários deles, uma pedra surgindo depois da outra, mas eu já estava fora, você já podia me ver e me vendo, ainda bem, nunca mais se mostrou capaz de me deixar.


Então, meu amor, não há nenhum motivo especial para as trufas, a joia ou o buquê de flores, só acontece que nos dias em que acordo de madrugada para ir trabalhar e te vejo dormindo ao meu lado, meu peito enche, meu sorriso surge, eu tenho vontade de chorar de alegria apenas porque constato mais uma vez, que você é minha esposa, que nos casamos, temos uma família linda e que eu vivo o meu sonho adolescente dia após dia...


Eu amo você, meu sol, minha fada, eu amo você!


Com todo o amor do mundo,

Lara Iglesias”

Sofia já estava chorando sem conseguir parar. O bilhete nas mãos, o enorme buquê de rosas vermelhas, a joia, as trufas, ainda estava de robe, tinha acabado de sair da cama, os cabelos presos no alto e, ligou para uma de suas primas que morava na fazenda, ela podia vir? Ela disse que podia e sendo assim, Sofia fez um chá, encheu uma garrafinha térmica, separou alguns biscoitos que Lara adorava e, apenas entrou no carro, de robe mesmo, cabelos presos no alto, galochas nos pés (foi a primeira coisa que surgiram na sua frente) e dirigiu, por meia hora inteira, até chegar ao estacionamento do hospital onde sua esposa trabalhava. Daí ligou para ela, perguntou se ela podia sair, Lara saiu de imediato, sem entender coisa nenhuma, e Lara era...


A coisa mais linda, com os cabelos presos em tranças boxeadoras e seu macacão de paramédica abaixado até a cintura.

— Meu amor, mas o que...?


Sofia colocou o corpo para fora do carro e, a beijou.


Densamente, apaixonadamente, o sol ainda nascia, dourando todas as coisas da maneira mais doce e delicadamente do mundo, e Lara... Estava sorrindo, estava simplesmente sorrindo.


— Eu amo tanto você! — Sofia a abraçou, cheirando-a, apertando-a nos braços.

— Você é o meu amor, o amor da minha vida, a mulher mais linda do mundo e que casou comigo, faz anos e eu ainda penso nisso toda hora, fico sorrindo sozinha. O que você faz aqui, meu amor?

— Vim te agradecer, pelos presentes, pelo carinho, pelo amor — Respondeu, sem soltá-la nem um pouco — Por não ter desistido.


Lara a cheirou, beijando a testa dela.


— E saiu de casa assim, de robe e galochas, dirigiu meia hora só...?

Para beijar você, sim. Esse beijo não podia esperar.


E era por tudo isso que Lara seguia apaixonada por ela, tal como uma garotinha de seis anos olhando para o seu primeiro amor. Tinha plena consciência de que não era o primeiro amor de Sofia e isso tão pouco importava, não era o primeiro amor dela, mas era o amor da sua vida. Por isso, Lara era mais que grata diariamente.


A apertou, a beijou novamente, não conseguia parar de sorrir.


— Você tem dez minutos? — Sofia perguntou.

— Tenho, claro que tenho.

— Então entra, eu fiz seu chá preferido e trouxe biscoitos, vim tomar café aqui com você.


E assim, elas tomaram café juntinhas, vendo o sol terminar de nascer, as flores no banco de trás do carro, as trufas, a gargantilha que foi experimentada com um robe mesmo e ficou lindo, porque Sofia era linda da hora que acordava até a hora que ia dormir, seguia linda dormindo e ela garantia que aquela beleza toda, estava apenas nos olhos de Lara. Sua esposa era doce, era gentil, era dada àquele tipo de surpresas e Sofia se perguntava o que mais podia pedir.


Nada, tinha tudo, pedia apenas para permanecer ao lado dela por todos os seus dias.


 

Notas da Autora: Tessa Reis


“Primeira One Page conforme combinado! Curtiram essa? Temos mais a caminho."


Grande beijo! 💛


967 visualizações25 comentários

Posts recentes

Ver tudo

25 Comments


sylber1011
sylber1011
Aug 07, 2022

❤️

Like

Meu coração fica quentinho ao ver essas duas .

Like

Alexsandra Viana
Alexsandra Viana
Jul 31, 2022

Que declaração linda da Lara!!!

Like

Jai Flôres
Jai Flôres
Jul 30, 2022

Lara é uma fofa

Like

Lea Batista Rodrigues
Lea Batista Rodrigues
Jul 29, 2022

Não aguento,com tanto amor! 😍🥰

Like
bottom of page